Chelsea empata com o United em casa e assume a liderança temporária

O Chelsea empatou com o Manchester United pelo placar de 2 a 2, no Stamford Bridge pela 9º rodada da Premier League. Com esse resultado, os Blues ficam com 21 pontos, ficando na primeira colocação, mas podendo perder a posição para City e Liverpool.

Posse, pressão ao perder a bola e ataques rápidos, o melhor estilo Sarri predomina na primeira etapa

Não demorou muito para o estilo de Maurizio Sarri predominar dentro da partida. Nos primeiros minutos o Chelsea pressionou, manteve grande posse de bola e armava rapidamente as jogadas com o várias tentativas de Eden Hazard.

A pressão deu resultado e aos 20 minutos o Chelsea abre o placar. Após a cobrança de escanteio perfeita do Willian, Rudiger sobe sozinho no meio da área e escora no canto direito do De Gea, deixando o time londrino na frente do placar.

Alemão Rudiger abre o placar para os Bluest. Imagem: Reuters

Depois do gol o jogo ficou bem disputado no meio campo, sem muitas oportunidades claras para cada lado. Com o Chelsea diminuindo aquela pressão inicial, o Manchester obteve um pouco mais de posse de bola, mas sem oferecer riscos em todo primeiro tempo.

Vacilos e gol no final para servir de consolação

Segunda etapa começou bem corrida, com algumas chances do Chelsea que imprimia aquela pressão inicial após o começo do jogo, mas sem apresentar riscos reais para ampliar o placar.

O Manchester por outro lado, ainda não apresentava nenhum risco nos primeiros 10 minutos e parecia que o cenário seria o mesmo do primeiro tempo, mas só parecia.

Aos 54 o United subiu com o time e pressionou o Chelsea pela primeira vez na partida. Kepa faz grande defesa após chute do Mata, mas após bate e rebate na continuação da jogada, Martial empurra pro gol para empatar a partida em Londres.

Com o gol, o Manchester se empolgou e começou a subir mais o time com a esperança de virar a partida, enquanto o Chelsea tentava se recuperar após sofrer o empate.

Após mais pressão do Chelsea, houveram várias tentativas que pararam nos zagueiros e no De Gea.

Diversos escanteios, tentativa de chute do Kanté, mas quem conseguiu virar a partida foi o Manchester United. Aos 72 minutos encaixou um contra-ataque onde o Mata conseguiu cruzar para o Martial, que aproveitou a desorganização da defesa do Chelsea e bateu no contra pé do Kepa.

Martial marca dois gols na partida. Imagem: Reuters

Maurizio Sarri muda o time e já coloca Barkley, Pedro e Giroud em curto espaço de tempo para tentar o empate, mas o jogo continua o mesmo.

Com 6 minutos de acréscimo e o jogo chegando ao fim, parecia que o Chelsea não conseguiria chegar ao empate.

Mas o United sofreu do seu próprio veneno, famoso por fazer gols nos acréscimos na Premier League. David Luiz sobe e acerta a trave após levantamento na área, a bola bate e rebate novamente e Barkley empurra a bola com um chute forte para dentro do gol.

Após o gol, um membro da comissão técnica provoca o técnico José Mourinho após o empate do Chelsea. O português não gostou nada e quase que uma briga foi armada no final da partida.

Mourinho se irrita após provocação no empate do Chelsea. Imagem: Reuters

Ficha técnica

Chelsea (4-3-3): Kepa, Azpilicueta, Rudiger, David Luiz e Marcos Alonso; Jorginho, Kanté e Kovacic (Barkley 68′); Willian (Pedro 75′), Morata (Giroud 78′) e Hazard.

Reservas não utilizados: Caballero, Zappacosta, Cahill e Fàbregas.

Manchester United (4-3-3): De Gea, Young, Smalling, Lindelof, Shaw; Mata (Herrera 73’), Matic, Pogba; Rashford (Sanchez 84’), Martial (Pereira 82’), Lukaku.

Reservas não utilizados:  Romero, Bailly, Darmian e Frederico Rodrigues.

Gols: Rudiger 20′, Martial 54′, 72’, Barkley 90+5’.

Cartões amarelos:  Matic 13’, Young 27’, Rudiger 30’, Hazard 34′, Mata 67′, Sanchez 90+3’.

Árbitro: Mike Dean

Fellipe Bonilha