Chelsea e Tottenham buscam superar problemas para chegar a final da Copa da Liga Inglesa

Chelsea e Tottenham voltarão a se enfrentar amanhã, no Stamford Bridge, pela partida de volta da semifinal da Copa da Liga Inglesa. No jogo de ida, em Wembley, vitória dos Spurs por 1 a 0. Para avançar e chegar a mais uma final do torneio, os Blues precisam do resultado positivo. Quem vencer enfrenta Manchester City ou Burton Albion.

A ESPN Brasil transmite o duelo nessa quinta-feira (24), às 17h45 (horário de Brasília) e você também pode acompanhar tudo em tempo real no Twitter, pelo @ChelseaFC_PT.

No pior momento

Para você que acompanha eventualmente o futebol inglês, certamente deve estar muito empolgado para o confronto de amanhã. É compreensível. Chelsea e Tottenham são protagonistas na Inglaterra nas últimas temporadas. Porém, essa talvez seja a pior das semanas para que o jogo acontecesse. Veja abaixo o porquê.

Chelsea em crise

Time foi derrotado facilmente para o Arsenal pela Premier League (Foto: Standart.co.uk)

A derrota para o Arsenal no final de semana por 2 a 0 machucou torcedores e o treinador Maurizio Sarri. Logo na entrevista coletiva após a partida, o italiano não economizou e criticou duramente a equipe ao dizer que este grupo é muito difícil de ser motivado. O problema, no entanto, não é novidade. Antonio Conte e José Mourinho já haviam passado pelo mesmo transtorno. Transtorno esse que culminaram no fim das respectivas novelas. Para isso não se repetir, uma vitória e, consequentemente, uma classificação são fundamentais.

Insatisfeitos com a postura de Sarri de criticar publicamente o grupo, tabloides britânicos publicaram entre domingo e hoje uma série de notícias (não confirmadas oficialmente) alegando que os jogadores já estariam se articulando para derrubar o treinador.

Como se o atrito entre jogadores e treinador não bastasse, o Chelsea simplesmente parou de jogar. Se no começo da temporada a equipe era apontada como uma das que apresentavam o melhor futebol da Europa, hoje o cenário é o oposto. Jorginho, que antes era uma espécie de ‘dono do time’, hoje está apagado, Hazard pouco aparece como ‘falso 9’ e a equipe sobrevive a base de bolas lançadas de David Luiz e Rudiger.

Tottenham destroçado pelos desfalques

Diferente do Chelsea, o Tottenham não tem briga nos bastidores e não está em má fase. No último final de semana aliás, arrancou os três pontos de forma heroica frente ao Fulham com o gol da vitória vindo do meio-campista Winks nos acréscimos do segundo tempo.

O grande problema dos Spurs nessa altura da temporada é o enorme número de desfalques. O artilheiro Harry Kane não joga por conta de um problema no tornozelo. Dele Alli também não vai ao Stamford Bridge por uma lesão na coxa. Wanyama é a outra baixa por uma complicação no joelho. Já o atacante sul-coreano Son está defendendo sua seleção na Copa da Ásia e é mais um desfalque para o técnico Mauricio Pochettino.

Por outro lado, o brasileiro Lucas Moura e o francês Sissoko estão de volta e reforçam o Tottenham para o jogo decisivo dessa quinta-feira.

Entrevistas Pré-Jogo

Maurizio Sarri (Chelsea):

Maruizio Sarri insatisfeito com o rendimento dos Blues (Foto: Mirror)

“Acho que precisamos reagir em campo, o resto não é nada. Nós discutimos com os jogadores como tentar melhorar a abordagem, a motivação e a determinação, então estamos tentando mudar alguma coisa no treino, na partida e em tudo. Todos nós temos que reagir em campo. Precisamos discutir nossos problemas. O primeiro passo, se eu quiser melhorar, é aceitar o erro, caso contrário, é impossível melhorar. É uma discussão normal para melhorar.”

Sobre o jogo contra o Tottenham, o treinador foi sucinto.

“Queremos vencer, é claro. Sabemos que será difícil porque eles são uma equipe muito boa, mas temos que tentar e acho que podemos fazer isso.”

Mauricio Pochettino (Tottenham):

Pochettino conta com o retorno de Lucas e Sissoko (Divulgação/Tottenham)

“Sissoko e Lucas estão de volta na disputa de amanhã e Wanyama está de volta no fim de semana para a FA Cup (Copa da Inglaterra). É uma grande notícia para nós nesses últimos dias a volta de Sissoko e Lucas.”

Prováveis escalações

Chelsea (4-3-3): Kepa, Azpilicueta, Rudiger, David Luiz, Alonso; Jorginho, Kanté, Kovacic; Pedro, Hazard, Willian.

Tottenham: (3-5-2): Gazzaniga, Alderweireld, Sanchez, Vertonghen; Trippier, Dier, Winks, Eriksen, Davies; Lamela, Llorente.

Histórico Recente

Equilíbrio. Essa é a palavra da vez para confrontos entre Chelsea e Tottenham. Nos últimos dez duelos entre ambos foram quatro vitórias dos Blues, quatro dos Spurs e dois empates. Nessa temporada, além da partida de ida da Copa da Liga Inglesa, onde o Tottenham venceu por 1 a 0, as equipes também se enfrentaram pela Premier League. O jogo também foi no Wembley e terminou com vitória dos Spurs por 3 a 1.

A última vez que os times jogaram em uma competição eliminatória foi em 2017, pela Copa da Inglaterra. Naquela ocasião, os Blues levaram a melhor. Vitória por 4 a 2 com direito a golaço histórico de Matic.

Fique de olho

Eriksen é uma das grandes armas do Tottenham (Foto: Getty Images)

Com a ausência de Harry Kane, Christian Eriksen terá a responsabilidade de conduzir o Tottenham à final da Copa da Liga Inglesa. O meia dinamarquês é um dos jogadores mais completos da Inglaterra e precisa da total atenção dos defensores do Chelsea. Ambidestro, o camisa 23 pode incomodar a meta do goleiro Kepa com chutes de fora da área, aparecendo perto do gol para finalizar e também em cobranças de falta.

Na temporada 2016/17, que marcou o sexto título do campeonato inglês para os Blues, Eriksen marcou golaço em pleno Stamford Bridge. Mesmo com a pintura, os azuis de Londres venceram aquele duelo com gols de Pedro e Moses.

Curiosidades

  • Chelsea e Tottenham já se enfrentaram duas vezes nas semifinais da Copa da Liga Inglesa. Na temporada 1971/72 deu Blues. Já na temporada 2001/02 deu Spurs;
  • Na temporada passada, o Chelsea também chegou a semifinais da Copa da Liga Inglesa, mas foi eliminado para o Arsenal;
  • A última vez que o Tottenham derrotou um time três vezes na mesma temporada foi em 2013/14, quando venceu três vezes o Aston Villa;
  • O Chelsea não perde dois jogos consecutivos para o Tottenham em Stamford Bridge desde 1982.
Willian Guerra

0 Comments

No comments!

There are no comments yet, but you can be first to comment this article.

Leave reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.