Atuações de Chelsea (4) 1 x 1 (3) Bayern de Munique

Bosingwa sai pro abraço. Chelsea é campeão europeu!

Petr Cech – Nota: 10

Defender dois pênaltis em final de UEFA Champions League é um feito para ficar gravado na história. Foi uma das melhores atuações de um goleiro em uma final da competição. Ele acertou o canto em todas as 6 cobranças de pênalti da partida. Didier Drogba levou o Man Of The Match, mas se fosse para Cech, seria bastante justo.

José Bosingwa – Nota: 7.5

Fez uma de suas melhores partidas com a camisa do Chelsea. Pouquíssimos erros e boa cobertura na defesa. Ainda ajudou na saída de bola.

Gary Cahill – Nota: 9

Uma atuação estupenda. 120 minutos de consistência e perfeitas antecipações. A braçadeira de capitão de John Terry pode não ter um substituto, mas a qualidade como defensor tem.

David Luiz – Nota: 8

Atuação valente, bem nas antecipações, muita raça, mas exagerou em faltas bobas cometidas perto da área.

Ashley Cole – Nota: 9

É daqueles que cresce em momentos decisivos. Seria injusto que um jogador com sua história terminasse a carreira sem uma Champions League. Robben foi simplesmente anulado.

John Obi Mikel – Nota: 7.5

Muita consistência a frente da zaga. Acertou bons passes para a saída de bola, ajudou também no jogo aéreo. Importantíssimo no esquema de Di Matteo.

Frank Lampard – Nota: 8.5

Realizou a transição da defesa para o ataque. Nos vários momentos da partida onde o Chelsea tentou impor algo ao Bayern, era sempre organizado por ele. Também foi ótimo nos desarmes.

Salomon Kalou – Nota: 6.5

Se entregou na marcação, mas com a bola nos pés, teve atuação discreta.

Juan Mata – Nota: 7.0

Fez ótimo primeiro tempo e coroou mais tarde com passe para o gol de Drogba. Mas decaiu demais na partida, inclusive, perdendo o primeiro pênalti.

Ryan Bertrand – Nota: 6.5

Não comprometeu. Fez uma marcação boa e correta em Lahm, mas foi um a menos no apoio enquanto esteve em campo. Mas entrou na fogueira e tem muito futuro em Stamford Bridge.

Didier Drogba – Nota: 10

O que ele não fez? Matou a bola, segurou no ataque, fez o pivô, marcou o gol de empate a 4 minutos do fim, converteu o pênalti decisivo… ao lado de Cech, o grande nome da partida de Munique.

Florent Malouda – 6.0

Entrou para correr, ajudou na marcação, mas fez falta desnecessária no fim.

Fernando Torres – 7.0

Jogou com o coração. Entrou e deu sobrevida ao ataque dos Blues, com boas arrancadas. Sofreu um pênalti não marcado pela arbitragem; no último lance do jogo, deu um drible onde saiu na cara do gol e equivocadamente foi marcada falta.

Roberto Di Matteo – 9

Sua tática deu certo mais uma vez. Com o time desfalcado e atuando na casa do adversário, não pode ser criticado por ter escalado o time demasiado na defesa, como atuou na primeira etapa. Durante o jogo, até saiu mais para o ataque. Teve coragem ao escalar Bertrand, que não fez muito mais ou muito menos que o atual Malouda faria. Contou com a garra e união de todos seus jogadores para alcançar o incrível título.

Discorda? Concorda? Quer mandar suas notas? COMENTE!!!!!

Rodrigo Q