Após revés diante da Roma, Chelsea recebe o Manchester United pela Premier League

Ainda se recuperando após a derrota para a Roma na última terça-feira pela Champions League, o Chelsea terá pela frente um de seus grandes desafios da temporada neste domingo (05). Pela Premier League, a equipe treinada por Antonio Conte receberá em Stamford Bridge o Manchester United, atual segundo colocado da competição. A partida tem início marcado para as 14h30 (horário de Brasília), e será transmitida pela ESPN Brasil. Você ainda pode acompanhar todos os lances em tempo real através do Twitter, no @ChelseaBrasil.

Após semanas desfalcado, Chelsea pode contar com novidades

Sem poder contar com o meia N’Golo Kanté desde o retorno do Data FIFA, o Chelsea tem tido dificuldades para se organizar em campo na busca por um substituto. Mas os tempos difíceis podem chegar ao fim neste domingo, já que segundo Conte o camisa 7 dos Blues tem evoluído bem ao longo dos treinos, e pode estar a disposição da equipe para o confronto diante do United. A liberação do jogador depende ainda da reavaliação pela qual passará neste sábado.

Já Victor Moses, que também sofreu uma lesão muscular, segue em recuperação no departamento médico. O capitão Garry Cahill, que havia ficado fora na última rodada da Premier League, deve iniciar a partida como titular. Sem contar com jogadores suspensos ou lesionados, o restante do time titular deve ser o mesmo que foi a campo contra a Roma.

Na caçada ao City, United vai a campo para conquistar os três pontos

Não bastasse o clima de rivalidade que já existe entre as duas equipes – especialmente após a chegada de José Mourinho à Manchester -, a partida diante dos Blues também pode representar pontos preciosos para o United na disputa pela ponta da tabela. Cinco pontos atrás do City, os Red Devils devem ir a campo focados em diminuir a diferença ainda nesta rodada, já que o líder enfrentará o quinto colocado Arsenal, que não promete jogo fácil.

Para o confronto, no entanto, Mourinho não poderá contar com o retorno de nenhum de seus jogadores lesionados. Seguem fora de combate Paul Pogba, Michael Carrick, Marouane Fellani, Zlatan Ibrahimovic e Marcos Rojo. Além deles, Jesse Lingard, que teve de ser substituído na vitória sobre o Benfica na última terça-feira (31), está no departamento médico e também não deve ser liberado neste fim de semana.

Prováveis Escalações

Chelsea (3-4-3): Courtois; Rudiger, Luiz, Cahill; Azpilicueta, Kante, Fabregas, Alonso; Pedro, Hazard, Morata.

Manchester United (3-4-3): De Gea; Bailly, Jones, Smalling; Valencia, Matic, Herrera, Young; Martial, Rashford, Lukaku.

Entrevistas Pré-Jogo

Antonio Conte (Chelsea)

‘Sob pressão’ após resultados negativos contra a Roma, Conte vê a situação como algo normal, e diz que é nesse momento que se define quem são os vencedores (Foto: Chelsea FC)

Mesmo acumulando duas vitórias seguidas na Premier League, a coletiva de imprensa de Conte foi repleta de questinamentos em relação aos últimos resultados conquistados na Champions. Nos confrontos diante da Roma, o Chelsea saiu apenas com um empate e uma derrota, e não chegou a ser nem a sombra da equipe que enfrentará o Atlético de Madrid na Espanha semanas antes.

“Estamos tendo de nos esforçar muito, temos enfrentado diversos problemas importantes”, comentou o treinador.

“Não será fácil resolver todos estes problemas. É em momentos como esse em você descobre se é um vencedor ou um perdedor.”

“É importante mostrarmos quem somos, ter força, para encarar o problema da melhor maneira possível.”

“Agora todas as equipes que brigam pelo título [da Premier League] estão enfrentando grandes problemas. O maior deles é o Manchester City. Se eles continuarem no caminho em que estão, será difícil brigar pelo título. Temos que tentar fazer o nosso melhor” completou o italiano, voltando o foco da entrevista para o confronto.

José Mourinho (Manchester United)

Para Mourinho, o confronto diante do Chelsea é como qualquer outro, e logo não será mais visto como diferente só por sua história com o clube londrino (Foto: Manchester United FC)

Do lado oposto, a entrevista do técnico José Mourinho teve um tom um pouco diferente. Ocupando a segunda posição e com bom desempenho na Champions League, o maior problema enfrentado pelo United são os desfalques. Ainda assim, a entrevista tratou muito do confronto entre o ténico português e seu ex-clube e da importância da partida do que das perdas enfrentadas pelos Red Devils.

“Tenho que admitir que é um pouco diferente, mas no fim eu quero vencer assim como fiz com a Inter. Eles querem vencer como fizeram na temporada passada, e será apenas mais um dia.”

“Em alguns anos isso será muito mais natural, e em quatro ou cinco provavelmente ninguém irá lembrar que eu fui técnico do Chelsea, e isso tudo será absolutamente comum.”

“Não é uma grande coisa. É normal, é futebol, é o profissionalismo. Em um dia você esta num clube, no dia seguinte você esta em outro.”

“É importante por ser um grande jogo, é um oponente forte, são os campeões. Essa é uma daquelas partidas entre duas das melhores equipes do país. Mas do ponto de vista emocional, é só mais um jogo”, completou.

Curiosidades

  • O Chelsea foi derrotado em apenas um dos seus últimos 15 jogos em casa pela Premier League diante do Manchester United;
  • A vitória do United no último confronto entre as duas equipes por 2 a 0 em abril colocou fim a uma sequência de 12 jogos sem vencer em todas as competições da qual os Devils participaram na temporada passada;
  • Antonio Conte conquistou 112 pontos em 48 partidas da Premier League com o Chelsea, 11 a menos que José Mourinho no mesmo período quando dirigia o Chelsea.

Category: Competições

Tags:

Article by: Gabriela Bustamante

Estudante de jornalismo, 20 anos, apaixonada pelo Chelsea. Nunca superou o gol do Torres no Camp Nou.