Tuchel explica alteração de Hudson-Odoi e minimiza tensão “eu confio muito nele”

O empate em 1 a 1 do Chelsea contra o Southampton teve um fato curioso e que chamou a atenção de muita gente. Thomas Tuchel lançou Callum Hudson-Odoi no intervalo no lugar de Tammy Abraham, mas o garoto foi substituído por Hakim Ziyech mesmo sem lesão. Tuchel explicou, na entrevista pós-jogo, o porquê da surpreendente troca no St Mary’s Stadium.

A troca causou estranheza, pois Odoi era uma arma importante para os Blues no segundo tempo. No entanto, o técnico azul optou por trocá-lo mesmo com outras opções para a alteração.

“Em um jogo em que é difícil criar chances, você precisa confiar no contra-ataque para forçar erros e obter a segunda bola e ter uma oportunidade clara. Para isso, você precisa estar totalmente ligado e totalmente afiado para pressionar o adversário e eu não senti isso de Callum hoje. Ele perdeu algumas oportunidades dessa forma, ele perdeu algumas bolas fáceis. Tive a sensação de que ele não gostou muito do jogo.” – avaliou o treinador. 

Desde que chegou a Stamford Bridge, o comandante alemão fez sete jogos com a equipe e Hudson-Odoi participou de todas as partidas. Ele foi uma das principais escolhas do técnico e já foi escalado como ala pelo lado direito e como meia mais próximo do atacante.

Tuchel fez questão de minimizar qualquer possibilidade de tensão por causa da substituição e ressaltou a confiança no jogador.

“Você sabe que confio muito nele porque ele joga todos os jogos. Hoje estive perto dele e talvez até tenha sido injusto, mas hoje não tive a sensação de que ele poderia ser decisivo. Foi uma decisão difícil, mas não ficará entre nós nem por muito tempo. Amanhã está esquecido e nos preparamos para o Atlético. Eu sei o que ele pode dar e é por isso que eu confio nele e isso não vai mudar. Mas ele sabe exatamente o que eu exijo dele” – finalizou. 

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Cleisson Lima

Tio do Júlio César, Estagiário de Redação na Rádio Transamérica, e Chefe de Redação no Futebol das Gerais. O caminho é um só...