O capitão dos Blues demonstra vontade de permanecer nos planos de Conte (Foto: Getty).

“Terry será o pilar deste time, mesmo que não jogue todos os jogos”, diz Antonio Conte

Para Antonio Conte, o capitão dos Blues John Terry pode igualar a marca de Paolo Maldini e jogar até os 40, se sua mente e corpo assim o deixarem.

O técnico do Chelsea vem depositando total confiança em Terry desde que chegou em Stamford Bridge. Ao longo da pré-temporada chegou até mesmo a admitir que estava muito impressionado com a qualidade do defensor. Conte, que já trabalhou com veteranos como Maldini, Franco Baresi e em sua passagem pela Juventus contou com a presença de Andrea Barzagli, valoriza a experiência e liderança desse tipo de jogador.

O defensor, já com 18 anos de experiência no clube, se firmou como peça essencial no time de Conte e, além da braçadeira de capitão, ganhou a confiança do novo técnico. O zagueiro de 35 anos vem se mostrando essencial na reconstrução defensiva do clube e na formação de jovens atletas como Kurt Zouma.

Terry orienta Zouma durante treinamento (Foto: Getty).
Terry orienta Zouma durante treinamento (Foto: Getty).

Na última temporada, o veterano demonstrou sinais de que sua estadia em Londres poderia estar no fim, devido principalmente à idade mas também a alguns problemas físicos. Foi somente após a chegada do italiano que o clube ofereceu um novo contrato de 12 meses para o atleta, confirmando assim a política do clube de contratos curtos para jogadores acima de 30 anos.

Após a lesão do promissor jovem zagueiro, o treinador italiano bancou a permanência do capitão ressaltando a sua importância para o clube:

“John sempre jogou por este clube. Penso que está na história do clube. E é importante para mim que ele possa me explicar o que significa jogar por este clube, o que significa vestir esta camisa, este escudo. Eu acho que é importante no vestiário.”

O treinador também elogiou as atitudes do zagueiro inglês, dizendo que um jogador deve jogar quando se sente capaz, quando tem a vontade de treinar e passar vários dias longe da família. John Terry demonstrou essa vontade desde o primeiro dia para Conte e ajudou o italiano a entender as tradições do clube.

“Em cada time há jogadores com bastante experiência e eu acho que essa experiência conta durante a temporada. Mesmo que você não jogue, é importante porque essa experiência ajuda a transferir os conceitos certos para o time”.

Um dos maiores ídolos dos blues de todos os tempos, Terry está determinado a se dar a melhor oportunidade possível de permanecer nos planos de Conte mantendo-se em forma e focado para a temporada que se inicia. O zagueiro deverá ser titular mais uma vez com a camisa azul no jogo de abertura dos Blues na Premier League contra o West Ham, em Stamford Bridge, no dia 15 de agosto (segunda-feira) às 16h horário de Brasília.

Compartilhe

Comments

Category: Chelsea Football Club

Tags: