Terry e seu prêmio na noite de quinta-feira (03) (Foto: Chelsea FC)

Terry diz ter muito a oferecer, seja no Chelsea ou em outro lugar

Terry e seu prêmio na noite de quinta-feira (03) (Foto: Chelsea FC)
Terry e seu prêmio na noite de quinta-feira (03) (Foto: Chelsea FC)

Na noite desta quinta-feira (03), em Londres, John Terry recebeu, na London Football Awards, uma premiação exclusiva para atletas do futebol londrino. Perto de completar 700 jogos com a camisa do Chelsea, Terry recebeu o prêmio de Contribuição Excepcional ao Futebol de Londres, em uma grande festa para o esporte da capital inglesa.

Além da premiação, muito foi perguntado para o capitão do Chelsea, como sua condição física, a atuação do time nas últimas partidas e sobre o que todos querem saber: Terry realmente irá sair do Chelsea?

No final de janeiro, Terry deu uma declaração de que não iria renovar seu contrato que se encerra ao fim da temporada com o Chelsea. Após isso, inúmeros torcedores criticaram a postura da diretoria pela não renovação de mais um ídolo.  Vale lembrar o quão desrespeitados foram jogadores como Didier Drogba e Frank Lampard pela diretoria. Os torcedores não queriam que tal feito fosse repetido com mais um ídolo no clube.

Porém, desde sua declaração, não houve nenhum comentário oficial do clube dizendo ser verdade a afirmação. E nem o próprio Terry vem reafirmando o que foi dito e ainda se diz bastante esperançoso por uma proposta do Chelsea. Talvez, tenha dito para criar uma pressão para que lhe ofereçam um novo contrato. No tapete vermelho da London Football Awards, o jogador comentou o assunto:

“Eu ainda estou muito esperançoso de que eu vou receber um novo contrato. Estou aqui há 21 anos e não vou desistir até que finalmente aconteça, mas nunca se sabe. Eu ainda tenho muito a oferecer, seja aqui ou em outro lugar, disso eu tenho certeza.” 

Terceiro jogador com mais aparições com a camisa do Chelsea, atrás de Ron Harris (795) e Peter Bonetti (729), Terry busca através desse longo convívio no oeste de Londres uma fórmula de continuar jogando pelo seu clube de coração:

“Estou aqui desde os meus 14 anos. Aqui eu tive os melhores momentos da minha vida e sou muito grato por continuar aqui e contribuir para o time. Chelsea é o meu time e eu o amo profundamente.”

Se recuperando de lesão na virilha, Terry tenta correr contra o tempo para jogar o duelo de volta pelas oitavas de final da UEFA Champions League, contra o Paris Saint-Germain, quarta-feira (09) em Stamford Bridge. Para o capitão, o torneio europeu e a FA Cup são as chances de conquistar um troféu em uma temporada conturbada, aquela que pode ser sua última defendendo os Blues.

Capitão das maiores glórias da história do clube, como a UEFA Champions League e quatro títulos da Premier League, Terry tem mais um troféu para colocar em sua coleção. Além do zagueiro, o Chelsea ainda teve uma representante das Ladies conquistando um troféu no London Football Awards: Eniola Aluko recebeu o prêmio de Melhor Jogadora Feminina.

Compartilhe

Comments

Category: Chelsea Football Club

Tags: