Reforma em Stamford Bridge caminha a passos largos para aprovação final

O Chelsea vem trabalhando, já há algum tempo, em projetos para ampliação de Stamford Bridge. Depois de muitos capítulos, os próximos dias podem ser decisivos para o futuro do estádio, isso porque reuniões irão (ou não) aprovar as obras na casa dos Blues.

O novo projeto, que aumenta a capacidade do estádio para 60 mil lugares, foi inicialmente entregue para avaliações em novembro de 2015, e sofreu alguns ajustes ao longo de 2016. Após as modificações, o conselho de Hammersmith e Fulham, atuante na região em que o estádio está localizado, já promoveu diversas reuniões, em que a aprovação do projeto foi vista com bons olhos.

Projeção do interior do novo Stamford Bridge (Foto: Neil Vano)

O comitê de planejamento do conselho, que dará seu veredito na próxima semana, já indicou que as obras podem seguir sem problemas. O responsável pelo caso, John Sanchez, afirmou que o design do projeto para a região “satisfaz as exigências de um projeto potencialmente difícil”. Ainda segundo Sanchez, “o projeto tem design de alta qualidade, e tem solução arquitetônica única, que poderiam unificar o local”.

Caso receba a aprovação do conselho, o Chelsea precisaria ainda da aprovação do prefeito de Londres, Sadiq Khan, para reconstruir seu estádio. De qualquer forma, o clube está confiante de que todas as autorizações serão concedidas. A obra teria tempo estimado de quatro anos.

Imagem em 3D da nova estrutura do estádio (Foto: Neil Vano)

A busca por um estádio maior para os Blues não é atual, e muito desejada pelos comandantes do clube. Atualmente, Stamford Bridge, que comporta 42 mil torcedores, é apenas o sétimo maior estádio da Premier League, e será o quarto maior de Londres após a reforma do White Hart Lane, pertencente ao Tottenham,  que será capaz de receber 61 mil pessoas.

Comentários

Category: Chelsea Football Club

Tags: