Mourinho: “Nós queremos desenvolver uma identidade para o clube que seja compatível com a qualidade dos jogadores”

Mourinho prioriza criar um estilo de jogo do que títulos nessa temporada (Foto: AP)

Mourinho prioriza criar um estilo de jogo nessa temporada (Foto: AP)

O técnico José Mourinho deu nova entrevista à Chelsea Magazine desse mês, que já está nas bancas da Inglaterra, e as declarações do treinador talvez sejam um balde de água fria nas expectativas dos torcedores para a temporada 2013/14. O português garantiu que a prioridade não é ganhar títulos por enquanto, mas estabelecer um estilo de jogo.

O discurso do treinador sobre a mudança da filosofia do clube está presente desde que ele foi anunciado como novo comandante do Chelsea em junho. Mourinho, sempre que possível, tem comentado que o que mais importa para ele é desenvolver um estilo de jogo que explore as características dos jovens talentos do time e que sirva de legado para o clube.

Quando eu cheguei aqui pela primeira vez eu tinha outro perfil de jogadores à minha disposição e o clube tinha um perfil diferente do que tem hoje. E esses dois elementos são as coisas mais importantes para o técnico: o clube e os jogadores. Naquela época nós éramos um clube sem conquistas, que precisava de um grande empurrão e o melhor jeito de fazer isso é com títulos e fazer com que os outros enxerguem o clube como um time campeão. Naquele tempo o que o Chelsea precisava era vencer títulos e ser reconhecido ao redor do mundo, assim tudo o que fizemos estava focado em ganhar e todos os envolvidos sabiam que o mais importante para o clube nos anos subsequentes seria vencer. Por isso conquistar a Premier League [temporada 2005/06] foi importante. O perfil de jogadores que tínhamos também era totalmente diferente de hoje. Nosso elenco contava com jogadores experientes e fortes fisicamente, que estavam no ápice de suas carreiras. Por isso nós adotamos um estilo que fosse compatível com a realidade e as necessidades da Premier League,” ponderou Mourinho sobre sua primeira passagem por Stamford Bridge.

Hoje o nosso elenco tem um perfil diferente. Claro que o clube continua querendo vencer títulos – esse ainda é o objetivo – mas nós queremos primeiramente desenvolver uma identidade para o clube que seja compatível com a qualidade dos jogadores que temos,” completou o treinador, fazendo alusão a um estilo de jogo baseado não mais na força física, como em sua primeira passagem, mas no toque de bola com classe.

Mourinho também falou sobre os seus objetivos pessoais e como eles mudaram no decorrer dos anos. Sua meta é deixar um legado com o seu nome.

Quando eu saí do Chelsea [em 2007] eu planejei novos desafios que incluíam vencer em outros países – vencer na Itália e na Espanha cada um dos títulos que eu disputasse nesses lugares para que eu pudesse ser vencedor nos três países [incluindo a Inglaterra]. Desde então as coisas mudaram e eu estou em uma nova fase da minha vida em que eu sei onde eu quero estar e o que eu quero ser, pois eu quero me dedicar exclusivamente a um único clube. Nesse momento da minha carreira o meu desafio é dar tudo o que eu tenho para um clube e permanecer nele por mais tempo possível – pelo tempo que me quiserem aqui. Do ponto de vista pessoal, eu já não tenho mais desejo de buscar outras aventuras ou novas experiências. Minha motivação agora é dar estabilidade para esse clube – o que é algo novo para mim [e para o Chelsea] e que eu quero muito,” concluiu Mourinho.

Bárbara Lira