Mais um confronto contra o West Ham acaba com torcedores presos

Pode não parecer, mas os confrontos entre Chelsea e West Ham vêm representando, cada vez mais, um grande desafio para a polícia londrina. Nos termos futebolísticos, as diferenças são claras, mas as duas torcidas protagonizam cenas muitas vezes lamentáveis nos arredores dos estádios, acarretando consequências mais severas a cada ocorrido.

Em outubro do ano passado, os Hammers receberam os Blues no Estádio Olímpico, pela EFL Cup. Pelo tamanho do jogo, o policiamento foi fortificado e medidas de segurança especiais foram tomadas. Dentro de campo, o West Ham venceu por 2 a 1 e eliminou o Chelsea da competição. Nas arquibancadas, mais exemplos negativos, com frequentes trocas de ofensas que quase levaram ao embate físico – houve intervenção policial. Dois meses depois, quase 50 “torcedores” envolvidos foram banidos dos estádios.

Torcedores confrontam policiais nas arquibancadas em outubro de 2016 (Foto: Dan Mullan)

As duas equipes voltaram a se enfrentar no mesmo estádio, também com forte esquema de segurança. Porém, não foi suficiente. Após o primeiro gol do Chelsea, Ian Paul Crouch, de 51 anos, torcedor do West Ham, invadiu o gramado e correu em direção aos jogadores adversários, que comemoravam o tento anotado por Eden Hazard.

Torcedor foi retirado após invadir o gramado (Foto: Reuters)

O homem foi retirado de campo, e terá que comparecer à julgamento em algumas semanas. Se considerado culpado, pode ser banido de jogos do West Ham para sempre, como reflexo de medidas drásticas contra a violência das torcidas na Inglaterra.

Além de Ian, outros dois torcedores foram detidos no dia do jogo. Um homem de 51 anos, suspeito de assalto; e um jovem, de apenas 18, que tentou entrar no estádio com um sinalizador.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Lucas Sanches