Jorginho tem alto aproveitamento em conversão de pênaltis

Jorginho está na lista de atletas com alto índice de aproveitamento nas cobranças de pênaltis do Chelsea

Na partida contra o Brighton, Jorginho converteu penalidade máxima e deu sequência aos bons números do futebolista na marca da cal. Por isso, o Chelsea FC fez uma lista de atletas que se destacaram com o uniforme do time londrino e em penalidades máximas. Confira a lista da equipe de Stamford Bridge.

Jorginho

Desde que se juntou ao Chelsea em agosto de 2018, Jorginho apresentou eficiência em pênaltis. No primeiro jogo da temporada 2020/21, o atleta deixou o dele na marca do pênalti, contra o Brighton. São oito gols em oito jogos para o atleta da seleção da Itália. Com exceção da decisão em penalidades máximas, contra o Manchester City, na final da Copa da Liga Inglesa. Além disso, o futebolista converteu duas penalidades máximas contra o Ajax, no empate em 4 a 4, frente aos campeões holandeses.

Michael Ballack

O alemão converteu 29 dos 31 pênaltis da sua carreira – por clubes ou na seleção da Alemanha. Por outro lado, Ballack não teve muitas chances de converter penalidades máximas no Chelsea. Haja vista que Frank Lampard era o cobrador oficial da equipe. Entretanto, o alemão não cometeu nenhum erro nas três ocasiões que teve na marca da cal. Incluindo a vitória por 2 a 1 contra o Manchester United, na temporada 2007/08.

Eidur Gudjohnsen

Entre 2000 e 2006, o islandês converteu todos os quatro pênaltis que foram designados ao atleta. O mais notável deles aconteceu durante a temporada 2004/05 da Premier League, quando Gudjohnsen selou o único hat-trick do futebolista pelo Chelsea. O embate contra o Blackburn Rovers e vitória por 4 a 0, com três gols do islandês.

Willian

O brasileiro não teve muitas chances de penalidades máximas durante sua passagem pelo Chelsea, pois Eden Hazard era o cobrador oficial. Entretanto, Willian teve bons momentos na conversão de penalidade máxima. Na temporada passada, Willian balançou as redes contra Manchester City, West Ham e Watford. Ou seja, o primeiro atleta da Premier League que converteu penalidades máximas em três jogos consecutivos na competição.

Jimmy Floyd Hasselbaink

12 pênaltis convertidos em 12 tentativas. Essa é a marca de Jimmy Floyd Hasselbaink, dono de 87 gols com uniforme do Chelsea. Ironicamente, o único pênalti perdido pelo atleta foi contra o Chelsea. Sim, exatamente contra o time londrino. Na oportunidade, Jimmy Floyd Hasselbaink atuava no Leeds. Por outro lado, Ed de Goey foi o responsável pela defensa da tentativa do atacante na temporada 1999/00. Por fim, o duelo entre Chelsea e Leeds, naquela época, foi encerrado com o placar de 0 a 0.

Quase perfeitos

Didier Drogba marcou seis gols em sete tentativas. O pênalti perdido aconteceu em 2010, contra o Tottenham, empate em 1 a 1 no mês de dezembro do ano referido. Posteriormente, menção honrosa ao espanhol Cesc Fàbregas. O atleta marcou quatro de cinco penalidades máximas para o Chelsea. A tentativa que não balançou as redes adversárias foi diante do Nottingham Forest, no último jogo de Cesc, em janeiro de 2019.

Porcentagem

Eden Hazard converteu 26 pênaltis de 31 tentativas, ou seja, aproximadamente 83.8% de aproveitamento na marca da cal. Por outro lado, Frank Lampard assinalou 49 de 58. Em outras palavras, 84.4% de aproveitamento para o atual técnico do Chelsea.

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.