‘Experiência é superestimada’, diz Lampard

O técnico acredita no esquadrão jovem para disputar o título no futuro

Em sua primeira temporada na elite inglesa, Frank Lampard guia os Blues na busca pela Champions League. O time só depende de si para garantir a terceira colocação na Premier League. Assim, o feito seria surpreendente por si só. Entretanto, o Chelsea teve de lidar também com uma proibição de contratar jogadores na última janela de verão europeu. Ou seja, os jovens produtos da base foram utilizados desde o início como peças regulares. Mason Mount, Tammy Abraham, Reece James e Fikayo Tomori foram integrados ao elenco principal com sucesso, trazendo grandes expectativas para a próxima temporada.

Leia mais: Pulisic é o jovem dos Blues mais preparado

Contudo, com a oscilação natural de uma temporada de adaptação, os questionamentos começam a surgir. A imprensa e os torcedores começam a indagar sobre “jogadores de peso”. Assim, em entrevista para a Sky Sports, o treinador inglês preferiu focar nos pontos positivos de se ter um time jovem. “Eu acho que, certas vezes, a experiência é superestimada, na minha opinião. É bom ter dentro do grupo, mas não significa que é certeza de sucesso”, analisou ele.

“Às vezes um pouco de inocência, juventude pode ser realmente positivo. Jogar com real desejo e sem o peso de campanhas anteriores de sucessos e fracassos”, explicou o manager. Todavia, Lampard ressaltou também que os jogadores mais experientes devem ajudar os mais novos a se adaptar à pressão e alcançar os objetivos do time.

Lucas Jensen

Jornalista que ainda acredita que o futebol pode ser apreciado sem torcer (mas não se segura e torce mesmo assim). Fã de tática e do jogo reativo, se deleita nos contra-ataques e toques 'de primeira'. Amante racional da Premier League e nostálgico do Calcio, seus hobbies incluem teorias mirabolantes e soluções inusitadas.