Pedro marca, dá assistência em estreia e Chelsea vence a primeira na Premier League

Pedro foi o nome da vitória do Chelsea neste domingo (Foto: Chelsea FC)
Pedro foi o nome da vitória do Chelsea neste domingo (Foto: Chelsea FC)

Neste domingo (23), o West Bromwich recebeu o Chelsea em partida válida pela terceira rodada da Premier League. O jogo marcava a estreia do atacante Pedro, que foi o nome da equipe na vitória por três a dois, com um gol e uma assistência. Azpilicueta e Diego Costa marcaram os outros gols; Morrison descontou duas vezes para o WBA. Courtois ainda defendeu um pênalti quando o jogo estava 0 a 0.

Mesmo com a expulsão de Terry, o Chelsea obteve a vitória e chegou a quatro pontos nesta Premier League. Na próxima rodada, os Blues recebem o Crystal Palace, no Stamford Bridge.

Em primeiro tempo de quatro gols, Chelsea sai com boa vantagem para o intervalo

O inicio do jogo foi movimentado. Nos primeiros cinco minutos jogados, o ritmo era frenético e cada time havia criado uma chance de marcar o gol. O Chelsea com Diego Costa, que girou e bateu cruzado e o WBA com Morrison, interceptado por Courtois.

Aos 13 minutos de jogo, o árbitro marcou pênalti de Matic. Na cobrança, Morrison chutou forte no meio do gol e Courtois usou a perna para impedir que os mandantes abrissem o placar. A partir daí, o Chelsea se animou e passou a pressionar o West Bromwich com mais frequência.

Em menos de dez minutos após o pênalti marcado, Hazard e Pedro tabelaram na frente da West Bromwich e a bola ficou com o espanhol, que finalizou rasteiro no canto e abriu o placar a favor do Chelsea logo em sua estreia.

O Chelsea não parou por aí: em belo contra-ataque, Willian achou Pedro livre de marcação, o espanhol bateu cruzado e Diego Costa completou para as redes. A essa altura do jogo, os Blues tinham facilidade para chegar ao ataque e eram melhores no jogo.

No entanto, se enganou quem achou que o West Bromwich estava morto: aos 33 minutos, Ivanovic errou e Morrison, que havia perdido o pênalti, aproveitou cruzamento e fez de voleio. Três minutos depois, o Chelsea respondeu com Pedro, que fez dois belos dribles e deu o gol para Willian, que acabou finalizando para fora.

Imparável. Esta é a palavra que define o primeiro tempo do ataque do Chelsea. Aos 42 minutos, Fàbregas lançou Diego Costa, que perdeu a bola, na sobra, Azpilicueta finalizou no canto e marcou o terceiro dos Blues, extremamente eficientes na partida.

Chelsea sofre, mas vence WBA 

Com uma boa vantagem, o Chelsea começou o segundo tempo em um ritmo mais lento, com mais toque de bola. O time de Mourinho preenchia o campo de ataque mas era cauteloso o suficiente para não dar espaços ao West Bromwich nos contra-ataques.

A segunda etapa só teve seu primeiro lance destacável aos 10 minutos, quando Terry acabou expulso de campo – em um lance bem controverso. O capitão do Chelsea puxou Rondón pela camisa e foi pro chuveiro mais cedo.

Tendo um jogador a mais e desvantagem no placar, o West Bromwich foi forçado a atacar o Chelsea. E aos 9 minutos, McManaman fez jogada e cruzou para Morrison, que marcou seu segundo gol na partida e colocou fogo no jogo. Depois de sofrer o gol, o time de Stamford Bridge tentou novamente alcançar uma boa vantagem no placar: em contra-ataque, Pedro cruzou para Diego Costa que, com perigo, chutou para fora.

O West Brom continuou pressionando o Chelsea. Aos 26 minutos, quase chegou ao empate com McManaman que cortou duas vezes Ivanovic para finalizar raspando tinta da trave de Courtois.

Aos poucos, Mourinho foi fazendo suas substituições: Falcao no lugar de Diego Costa e Mikel no lugar do estreante Pedro, que foi o nome do time na estreia. O português queria se fechar para garantir os tão suados e importantes três pontos no inicio da temporada. Mas mesmo com essa postura, o Chelsea ainda chegou perto do gol, com Hazard, que driblou Olsson e finalizou para fora.

Nos minutos finais, o Chelsea conseguiu segurar o WBA e manteve a vantagem para conquistar a primeira vitória na temporada.

FICHA TÉCNICA

West Bromwich: Myhill, Dawson, McAuley, Olsson, Brunt, Morrison, Fletcher (c), Yacob, McClean, McManaman, Rondon

Reservas não-utilizados: Rose, Chester, Lescott, Gnabry, Gardner, Anichebe, Lambert

Chelsea: Courtois; Ivanovic, Zouma, Terry (c), Azpilicueta; Matic, Fabregas; Pedro (Mikel), Willian (Cahill), Hazard; Diego Costa (Falcao)

Reservas não-utilizados: Begovic, Loftus-Cheek, Traore, Remy,

Gols: Pedro 0-1 (min. 20), Diego Costa 0-2 (min. 29), Morrison 1-2 (min. 35), Azpilicueta 1-3 (min. 42), Morrison 2-3 (min. 59)

Árbitro: Mark Clattenburg

Cartões: Terry (expulso)

Category: Competições

Tags:

Article by: Victor Castro