Frank Lampard: “Estou frustrado e os jogadores também”

O técnico do Chelsea mencionou sua frustração com o resultado; elogiou Werner e mencionou seu apoio ao goleiro Kepa

Frank Lampard, técnico do Chelsea, concedeu entrevista ao site oficial do clube após o empate em 3 a 3 contra o Southampton. O técnico falou sobre a frustração do empate, sobre a partida de Timo Werner e sobre a pressão em Kepa Arrizabalaga.

O resultado final de 3 a 3

“Eu estou frustrado e os jogadores também. […] O primeiro tempo foi tão bom, jogamos um ótimo futebol, marcamos dois gols e poderíamos ter marcado mais”, iniciou Frank Lampard, técnico do Chelsea.

“Quando você cede gols antes do intervalo, você sabe que muda a tônica do jogo. Posteriormente, fizemos 3 a 2, mas voltamos a sofrer gols no final do jogo. É decepcionante. Você quer somar pontos em casa contra times como o Southampton, mas tem que respeitar, pois eles são uma equipe muito boa. Eles podem dificultar para o time rival E quando eles dificultaram na segunda parte, certamente poderíamos ter lidado melhor com a situação”, disse.

“Eles foram melhores no segundo tempo. Por outro lado, nós fomos melhores na primeira parte. [No primeiro tempo] Poderíamos ter feito mais gols, mas concedemos um gol na reta final”, afirmou Lampard.

Ainda sobre o segundo tempo…

Kai Havertz fez o terceiro gol do Chelsea no jogo. Anteriormente, o Southampton tinha igualado o marcador.

Kai Havertz fez o terceiro gol do Chelsea no jogo. Anteriormente, o Southampton tinha igualado o marcador. (Chelsea FC / Website)

“Eles queriam nos colocar sob pressão no nosso meio-campo e nós tentamos fazer passes curtos na mesma região. O que deu a eles a possibilidade de tentar a recuperação [no setor] e ficou muito mais difícil de ter o controle que tivemos no primeiro tempo. Quando você tem um placar de 3 a 2 contra um time como o Southampton, você quer encerrar o jogo com esse placar. Esse é o fator que desaponta em nosso ponto de vista”, disse o técnico.

“Há certamente um elemento do gerenciamento do jogo sobre isso. Você quer encerrar o jogo, ‘matar o jogo’. Entretanto, nós perdemos a bola e isso gerou faltas, logo é uma segunda bola criada [para o adversário], portanto há alguns elementos nisso. Você pode recriar no treinamento, falar muito sobre isso, mas é desapontador quando acontecer”, aponto o técnico.

Palavras de Lampard sobre Timo Werner

Timo Werner abre o placar para o Chelsea. Ou seja, o primeiro gol do atacante alemão na Premier League

Timo Werner marcou dois gols para o Chelsea. Ou seja, os primeiros gols do atacante alemão na Premier League. (Chelsea FC / Website)

“As metas individuais foram positivas em termos de como ele as estabeleceu para si. Ele estava muito bem [na partida de ontem]. Para Timo, a obtenção desses gols será ótimo para ele manter a confiança, são os primeiros gols na Premier League. Estou muito satisfeito e veremos mais disso da parte dele”, salientou.

Apoio ao Kepa no atual momento

“Ele tem que ser forte isso [a pressão] faz parte do esporte de elite e todos os olhos estão voltados para você. Tem relação com a competitividade e com o papel do goleiro. O Kepa tem que lidar com isso e terá o meu apoio e o apoio dos companheiros”, iniciou.

“É lamentável, pois ele fez boas defesas hoje. É uma pena, principalmente quando se é goleiro, as pessoas às vezes concentram em outros momentos, mas ele tem que continuar trabalhando. Só há uma maneira de superar esses períodos [de pressão]: trabalhando  e sentindo o apoio ao seu redor”, disse.

“Ele fez duas defesas muito boas hoje, mas é claro que as pessoas vão observar o segundo gol e eu entendo isso. Não foi apenas Kepa que se envolveu naquele gol, mas isso faz parte do mundo infeliz de ser goleiro”, concluiu Frank Lampard.

Por fim, confira o pós-jogo de Chelsea 3-3 Southampton, jogo válido pela quinta rodada da Premier League.

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.