Ruben, com seu novo número, celebra assistência dada a Batshuayi contra o Bristol Rovers

Como volante ou atacante, Loftus-Cheek é a esperança da torcida blue

Durante a pré-temporada do Chelsea o recém-chegado treinador italiano, Antonio Conte, surpreendeu com um esquema 4-2-4 (que ele vem utilizando nos finais de jogos, inclusive), mas surpreendeu mais ainda ao afirmar que via Ruben Loftus-Cheek, uma das maiores promessas da base como atacante. Tudo bem um treinador perceber o jogador melhor em um posição, mas a questão toda é que Ruben foi volante durante toda sua formação e breve carreira profissional, sendo que o próprio se descreveu como um jogador que ocupa as mesmas faixas de campo de Nemanja Matic e Paul Pogba. Entretanto, agora, Conte volta a ressaltar que vê Loftus-Cheek como atacante.

O jovem inglês, de 20 anos, disputou sua primeira partida na temporada nesta terça-feira, contra o Bristol Rovers, pela Copa da Liga, foi titular, e teve papel fundamental na vitória pro 3-2 sobre o time da terceirona da Inglaterra. O atacante deu assistência para um dos gols de Michy Batshuayi e ainda fez a jogada para outro, além da boa atuação atuando ofensivamente como um homem que se aproxima dos atacantes e quando o time perdia a bola, como um jogador de meio de campo, sua função de ofício (até então, aparentemente).

E com a boa atuação do volante/atacante em sua estreia sob o comando de Conte, perguntas dos jornalistas sobre o desempenho de Ruben foram inevitáveis e o treinador italiano novamente afirmou ver o jovem como atacante e deu declaração detalhada quanto a seu ponto de vista:

“Cada treinador tem sua própria ideia sobre um sistema de jogo. Nesse sistema, com dois jogadores de meio, Ruben pode jogar mais próximo dos atacantes, mas tornar-se um deles quando temos a bola. Ele tem as características certas para jogar nesta posição. Ruben é um jovem com grande potencial. Eu gosto muito dele na posição de atacante. E eu gostei de sua atuação porque ele jogou um bom jogo com uma boa intensidade.

Ele fez o que eu queria. Em situações defensivas ele se tornou um meio-campista, mas quando estávamos atacando ele se tornou um jogador de frente. Estou feliz com o seu empenho e sua atitude. Ruben tem um grande potencial. Ele é um jovem jogador, então pode melhorar muito ainda. Eu o observo todos os dias e durante as sessões de treinamento ele mostra que quer sempre melhorar, ele quer trabalhar muito duro e eu respeito muito isso.

Ele tem as características certas para jogar neste papel (como um atacante). Ele é fisicamente muito forte, ele faz muito bem o papel de jogar de costas para o gol, ele também tem boa técnica, ele entende a filosofia e nossos objetivos muito bem, e ele tem um bom chute. Ele pode jogar nesse papel.

E eu acredito que é o certo a fazer ao dar oportunidades aos jovens jogadores como Loftus-Cheek, que tem um grande talento para ficar com o time principal e nos ajudar. É o mesmo caso de (Ola) Aina.”

conte--great-workers.img
Conte testa novas ideias (Reprodução)

Os argumentos de Conte fazem sentido pelas características do jogador, e talvez tê-lo em uma função híbrida, como meio-campista em certos momentos e atacante em outros, que foi exatamente o que o nosso treinador quis dizer, talvez seja um grande proveito do potencial deste talentoso jogador que nós já esperamos ver brilhar desde a temporada passada. E personalidade o jogador também parece ter, já que todas suas atuações com a camisa azul sempre deixaram transparecer um jogador confiante e focado.

E maturidade parece realmente ser algo que Loftus-Cheek carrega junto com seu talento. Em várias entrevistas ao longo de sua breve carreira o jovem demonstrou saber o que fala e falando ao site oficial do Chelsea, o meia-atacante (?) retribuiu os comentários de Conte e também dissertou sobre o treinador, além de falar do estágio atual da equipe na temporada:

“Ele é um treinador muito paciente e percebe que estamos encarando um sistema novo e uma nova maneira de jogar. E ele sabe que para chegarmos ao ponto que ele deseja demanda tempo. Ele respeita isso e sabe que não vai vir durante a noite. Nós ainda estamos nos acostumando com essa nova forma de jogar, mas temos nos esforçado para vencer estes três jogos da temporada e sabemos que nós ainda podemos ficar muito melhores. 

E sabemos que para vencer esse tipo de jogo, em que você não está jogando ainda tão bem, precisamos nos esforçar, lutar juntos, e nos manter juntos. Conte nos mostra o espírito de equipe e apesar de terem sido jogos com vitórias apertadas, estamos vencendo e isso é o sinal de um bom grupo. Como equipe estamos realmente felizes.”

Ruben falou também sobre a ausência na Champions League e ressaltou que por um lado, este fato pode ser positivo:

“‘Não há Champions League nesta temporada, mas queremos ganhar troféus. Podemos nos concentrar melhor na Premier League e os Copas também. É um ponto negativo, é claro, não estar na Champions League, mas é uma coisa boa, de certa maneira, o fato de que poderemos  nos concentrar em nossa evolução e nas duas Copas nacionais.”

Por fim, o jogador falou exatamente sobre o seu desempenho na nova função, dada por Conte, de jogar mais próximo dos atacantes e fazendo parte deles em situações  mais ofensivas:

“Eu acho que tive uma boa atuação em uma posição que ainda é um pouco estranha para mim, mas eu dei tudo de mim e eu posso dizer que estou satisfeito com a partida.”

Loftus-Cheek, que agora atua com a camisa 14, após a saída de Bertrand Traoré para o Ajax, é um dos talentos que os torcedores mais quer ver em campo e teve excelente atuação, juntamente com seu colega de base Ola Aina, que foi seguro na lateral esquerda. Se ele atuará com volante, como meia, ou como atacante, na verdade pouco importa. O que realmente vale é ver um jogador da base se desenvolvendo e cada vez ganhando mais espaço na equipe principal (fato que não acontece desde John Terry em 1998). Essa é a esperança de todo blue e pela confiança que Conte parece ter em Ruben (e Aina) esta temporada pode ser bem diferente das outras, com jovens ocupando um espaço importante no elenco.

Compartilhe

Comments

Category: Chelsea Football Club

Tags: