Chelsea segue sem pagar multa de Antonio Conte

Dentro das quatro linhas, tudo é festa no Chelsea. Fora de campo o cenário ainda é conturbado em Stamford Bridge. Isso porque o imbróglio dos Blues com o Antonio Conte segue aberto e longe de chegar ao fim.

Se por um lado, o italiano quer arrancar milhões dos cofres do Chelsea, do outro, a diretoria dos azuis de Londres faz de tudo para não pagar a indenização.

Segundo o jornal italiano Gazzetta dello Sport, Conte cobra £23 milhões dos Blues. Desse total, £13 milhões é pela cláusula de rescisão e outros £10 milhões por danos à imagem do treinador. Recentemente, o ex-técnico do Chelsea chegou a ser cogitado no Real Madrid. Segundo boatos não confirmados, a má fama do italiano no vestiário fez com que parte do elenco merengue rejeitasse a contratação.

A mesma publicação elencou os motivos nos quais os Blues se baseiam para não pagar a multa rescisória. Os dirigentes ingleses alegam que a demissão foi por justa causa. Entre os argumentos estão a expulsão de Diego Costa do grupo, atrasos em entrevistas coletivas pós-jogo, ausências de Conte em compromissos com patrocinadores e, pasmem, a direção alega até que o ex-comandante estacionava seu carro em espaços não indicados para ele no centro de treinamento.

Com acusações de um lado e de outro, fica a torcida para quem as duas partes cheguem a um acordo. Chelsea e Antonio Conte precisam seguir suas vidas, e ao que tudo indica, eternamente separados.

Willian Guerra