Blues fora da Copa: quem são e por quê? - Chelsea Brasil

Blues fora da Copa: quem são e por quê?

A Copa do Mundo está prestes a começar, e as seleções fazem agora seus últimos amistosos antes do mundial. Com o fim das temporadas europeias, os Blues agora vão representar seus países e estaremos de olho no desempenho dos atletas na competição.

No entanto, importantes jogadores do Chelsea ficaram de fora da lista dos convocados. Vamos falar um pouco deles para tentar entender as razões que os deixaram de fora da Copa do Mundo.

Marcos Alonso

Alonso foi o defensor com mais gols na edição 17/18 da Premier League (Foto: Getty Images)

O espanhol vive boa fase desde que chegou aos Blues, e fez mais uma boa temporada. Autor de oito gols e quatro assistências em 2017/2018, Alonso foi mais uma vez titular incontestável da equipe, desempenhando grande papel ofensivo sem comprometer defensivamente.

Pela seleção, chegou a ser convocado por Lopetegui em março desse ano e fez sua estreia na vitória da Espanha sobre a Argentina por 6 a 1, vindo do banco de reservas. Foi suplente no empate por 1 a 1 diante da Alemanha, mas não participou do jogo.

Por seu desempenho nos Blues, era esperado que mais chances tivessem sido dadas ao espanhol e que eventualmente estivesse nos 23 da Espanha. No entanto, para a posição, Lopetegui convocou Jordi Alba do Barcelona e Nacho Monreal do Arsenal.

Em grande fase, a vaga de Alba era certa e Alonso disputava com Monreal e Alberto Moreno por um espaço. O treinador deu preferência ao experiente lateral do Arsenal, já aos 32 anos, e deixou Alonso de fora.

Álvaro Morata

Morata não fez uma boa temporada com a camisa azul (Foto: Getty Images)

Grande promessa para o ataque da Espanha desde a última copa, Morata fez sua estreia pela seleção em novembro de 2014, e foi mais um que ficou de fora da lista final de Lopetegui.

O espanhol atuou em 23 partidas pela seleção desde sua estreia e balançou a rede em 13 oportunidades. No entanto, fez uma temporada muito abaixo do esperado e viu sua vaga ameaçada alguns meses antes do mundial.

No início do ano, viu seu espaço no Chelsea diminuir com a chegada do francês Giroud. A vaga no ataque da Roja  também ficou mais distante, principalmente após a volta de Diego Costa aos gramados.

Pelos Blues, foram 48 jogos e apenas 15 gols marcados. Morata acabou preterido por Diego Costa e Rodrigo (ambos brasileiros naturalizados) na lista final do técnico espanhol. Apesar de ter começado bem a temporada, o espanhol terminou no banco de reservas e em jejum de gols. Esse fator foi decisivo para sua ausência.

Cesc Fàbregas

Fàbregas vive temporadas de altos e baixos (Foto: Metro)

Mais um deixado de lado por Lopetegui na convocação da Espanha. No entanto, Fàbregas já há algum tempo não aparecia nas listas do técnico da Roja. O espanhol vem de temporadas de altos e baixos, e apesar de ser um jogador importante nos Blues, a idade avançada e a irregularidade foram inimigos decisivos do jogador.

Depois da frustrante eliminação na fase de grupos em 2014, a seleção espanhola tem passado por uma renovação em seu elenco. Jogadores como Fàbregas perderam espaço e deram oportunidades aos jovens talentos.

O jogador sequer apareceu na pré-lista de convocados, diferente de seus companheiros de time. Mesmo sendo um nome de peso na seleção, a situação dele já era conhecida e não foi uma surpresa.

Pedro

Pedro perdeu espaço na equipe na atual temporada (Foto: Getty Images)

As polêmicas envolvendo a lista final da Espanha não acabam por aí. Pedro Rodriguez também não figurou na convocação de Lopetegui, perdendo a vaga para o também veterano Iago Aspas.

Com as constantes mudanças de esquema durante a temporada, Pedro passou boa parte no banco de reservas. Quando jogava com dois avançados na frente, Hazard e Morata ou Giroud eram as escolhas comuns, e no esquema com três, Willian era escolhido devido sua ótima fase.

Vindo mais do banco de reservas, Pedro pouco mostrou durante a temporada. O atacante não repetiu os bons momentos que lhe renderam a titularidade no primeiro ano de Conte, fator chave na escolha de Lopetegui.

Bakayoko

Bakayoko não repetiu as boas atuações do Mônaco (Foto: Getty Images)

Muito criticado por boa parte dos torcedores, Bakayoko não conseguiu repetir as boas atuações do Mônaco e acabou ficando de fora da lista final da seleção francesa. Convocado em algumas oportunidades, o francês viu suas chances diminuírem após as más atuações com a camisa azul e problemas constantes com lesões.

Assim como boa parte do elenco, viveu momentos de altos e baixos durante a temporada, sendo muitas vezes contestado pelas constantes aparições no 11 inicial a despeito das más apresentações. Com isso, Didier Deschamps preferiu deixar o jogador de fora do mundial.

David Luiz

David teve problemas físicos e de relacionamento com Antonio Conte (Foto: Getty Images)

Nome menos surpreendente da lista, David Luiz ficou marcado pelo fracasso na última Copa. Mesmo asism, ele tentou dar a volta por cima depois da ótima temporada 2016/2017, na qual os Blues conquistaram a Premier League.

Convocado por Tite uma única vez, o brasileiro chegou a jogar amistosos com a seleção, mas não voltou a aparecer nas convocações. A atual temporada foi marcada por uma suposta briga do jogador com o técnico Antonio Conte, e uma lesão que o tirou dos gramados por um bom tempo. Já na reta final, há quem diga que a lesão era só uma desculpa para desfaçar a rixa do brasileiro com o técnico italiano.

De qualquer forma, o tempo afastado e a função que David passou a ocupar nos Blues, de líbero, fizeram com que o jogador não voltasse a aparecer nas convocações. David foi naturalmente esquecido na lista final para o Mundial na Rússia.

A gente sabe que você também tem o sangue azul. Apoie o Chelsea Brasil e ajude a escrever a nossa história! Link direto para a campanha: https://goo.gl/6AAUzD.

Apoie o Chelsea Brasil

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Túlio Henrique