Azpilicueta avalia temporada e reconhece problemas na defesa do Chelsea

Capitão acredita que melhoria no sistema levará Chelsea ao caminho vitorioso

Capitão do Chelsea na temporada 2019/2020 Cesar Azpilicueta fez um balanço do ano azul. De pronto são oito temporadas no Stamford Bridge, o que credenciou Azpi a ser capitão e líder dentro de campo. Justamente por isso o espanhol foi um dos pilares defensivos na primeira temporada de Frank Lampard nos Blues.

Em primeiro lugar o espanhol analisou o fim da temporada. “Quando você olha para o nosso final de temporada, não era o resultado que nós queríamos. Nós perdemos a chance de erguer um troféu e tivemos um resultado ruim contra o Bayern”, disse o camisa 28.

Pessoalmente o encerramento da temporada foi frustrante ao atleta. Ele cometeu o pênalti originário no primeiro gol do Arsenal na final da FA Cup. Minutos depois, deixou o campo lesionado e perdeu o duelo contra os alemães na Champions League.

Azpi virou referência no time de Lampard, com quem atuou há algumas temporadas

O que faltou no ano

Contudo, apesar dos revezes ele reconhece que houve momentos positivos no ano encerrado. “Tivemos nossos bons momentos e nossos momentos ruins também. Nós não conseguimos encontrar a consistência para ter melhores resultados. Sabemos que como uma equipe precisamos continuar melhorando”, assentiu.

Experiente, Azpilicueta mira novos voos na temporada a ser iniciada em 12 de setembro. “Todos estão ansiosos para trabalhar duro desde a pré-temporada e estarmos prontos para [as competições]”, afirma. Para o capitão, no geral a equipe se comportou bem sob o comando de Lampard.

“Iniciamos a pré-temporada com um novo treinador e era um estilo diferente de jogar, que claro, todos nós tentamos implementar do começo. Sabemos que é apenas o começo e precisamos evoluir como equipe” pontua. Por fim ele não poupou uma visão crítica ao sistema defensivo, do qual faz parte. “Foi muito difícil para nós encontrarmos a solidez defensiva. Mas uma vez que fizermos isso, vejo a equipe evoluindo“, diz.

Garotada dos Blues

Novatos foram destaque do Chelsea na temporada

Novatos mereceram chance

Enquanto Azpilicueta é um dos mais experientes do elenco, boa parte dos seus companheiros estrearam na equipe profissional. “Foi uma boa temporada a eles. Ao longo dos anos a Academia tem sido muito bem sucedida, eles ganharam troféus e têm sido um dos melhores da Europa e a melhor da Inglaterra. Porém, não tínhamos os atletas subindo para o time principal”, comenta.

A promoção dos jovens é um dos méritos de Lampard no comando dos Blues segundo Azpilicueta. “Nesse ano eles tiveram chances e conseguiram isso porque tiveram bons desempenhos nos empréstimos ou na Academia, como Callum Hudson-Odoi”, ressalta. O espanhol também elogiou outros novatos.

“Tammy Abraham, Mason Mount, Reece James e Fikayo Tomori foram emprestados e tiveram boas temporadas. Então eles mereciam voltar e estar na pré-temporada. No início o treinador mostrou muita confiança neles e estava claro que [os garotos] mereciam estar lá”, relembra.

O que esperar das novas contratações

Azpilicueta também comentou sobre as chegadas de Timo Werner e Hakim Ziyech. “Ambos têm mostrado qualidade nos treinamentos. Nós vimos o potencial ofensivo, eles podem criar mais chances e a forma como eles marcam gols, então são duas grandes adições [ao grupo]”, conclui.

Maria Akemi

Pernambaiana, torcedora do Chelsea desde muito tempo.