2011: o ano de instabilidade no Chelsesa

A temporada 2009-10 terminou com a conquista do inédito Double sob o comando do italiano Carlo Ancelotti. As expectativas para a próxima temporada eram as melhores. Repetir o feito nas duas competições inglesas e ganhar a Champions League era possível.

Isso porque a forma como o time vinha jogando empolgava a torcida azul. Porém, 2010-11 foi um ano instável para o Chelsea. Ray Wilkins foi demitido do seu cargo de auxiliar técnico e o time sentiu a perda do carequinha. Entrou o desconhecido Michael Emenalo. Logo o nigeriano passou a ser questionado como escolha para ajudar Ancelotti.

Dentro de campo, lesões afastaram os principais jogadores do time. Lampard sofreu constantes lesões e o time sofreu sem o talento do meia. A malária derrubou o atacante Drogba. Cech havia se machucado durante a pré-temporada.

Mau desempenho, queda na tabela, queda na FA Cup, queda na Champions. Só restava a Premier League para salvar a temporada. O time que até então vinha desestabilizado emocionalmente se viu sem grandes objetivos no final da temporada.

Foi então nesse momento, quando Ancelotti finalmente conseguiu montar um time com as principais peças que tinha que os Blues chegaram a sonhar com o título do campeonato. O crescimento de rendimento nos meses finais empolgou a torcida, que permaneceu fiel até o fim.

2010-2011 prometia ser boa, mas acabou sem títulos

A temporada sem títulos mostrou que o time precisava abrir espaço para a nova geração. Eis então que começa a temporada 2011-12 com um novo treinador (jovem, com apenas 33 anos) e junto ele traz vários jovens jogadores para o elenco principal.

De imediato, Daniel Sturridge se destacou e conseguiu seu lugar na equipe de Villas-Boas. Oriol Romeu, Josh McEachran, Slobodan Rajkovic (vendido ao Hamburgo durante a pré-temporada) foram alguns dos nomes que viraram figuras carimbadas durante a preparação para a temporada.

A experiência de ídolos, como Cech, Terry, Lampard e Drogba somado ao talento de Sturridge, McEachran e Romeu tornou o time mais forte e mais consistente. É esse time que começou dezembro a fim de esquecer os maus desempenhos da atual temporada.

Chelsea de Villas-Boas ainda está ganhando ‘corpo’

2011 se encerrou e a torcida se questiona se os ventos de 2012 vão trazer muitas alegrias. Isso porque no ano que passou se viu foi um time instável dentro de campo, que perdia para pequenos e quando ganhava dos grandes, na sequência decepcionava.

A nação azul permanecerá unida torcendo, vibrando, cornetando e acima de tudo, amando o Chelsea. Porque é nos momentos mais difíceis que ela demonstra seu amor e empurra o time para a virada. Resta saber se o time realmente tem fôlego para virar o jogo.

Maria Akemi

4 Comments

  1. Avatar
    Thomas Chelsea fc dezembro 31, 2011

    O Chelsea está se encaminhando para o total fracasso, Villas Boas não está sabendo comandar esse grande time, já se tem uma sequencia de empates e derrotas, principalmente com os grandes times da Inglaterra! a formaçao que ele colocou em pratica não está funcionando, alem do mais, o mesmo quer desmembrar o time e ainda nos fazer sonhar com novas contrataçoes! Na minha Opiniao, Fora Villas Boas e volta Guus Hiddink!

  2. Avatar
    Thomas Chelsea fc dezembro 31, 2011

    O Chelsea está se encaminhando para o total fracasso, Villas Boas não está sabendo comandar esse grande time, já se tem uma sequencia de empates e derrotas, principalmente com os grandes times da Inglaterra! a formaçao que ele colocou em pratica não está funcionando, alem do mais, o mesmo quer desmembrar o time e ainda nos fazer sonhar com novas contrataçoes! Na minha Opiniao, Fora Villas Boas e volta Guus Hiddink!

  3. Avatar
    Maria Akemi janeiro 01, 2012

    Alguns poderiam dizer que 2011 deveria ser esquecido. No entanto, pra mim, ele deve ser lembrado como ano em que alguém começou a mesclar juventude e experiência. Ano em que o clube resolveu começar uma filosofia de dar continuidade ao trabalho do treinador e o ano em que o time não rendeu tão bem no final, devido a mudanças que deveriam ter sido iniciadas há muito tempo.
    2012 será um ano melhor, pois os jogadores e equipe técnica aprenderam com os erros do ano que acabou.

  4. Avatar
    Maria Akemi janeiro 01, 2012

    Alguns poderiam dizer que 2011 deveria ser esquecido. No entanto, pra mim, ele deve ser lembrado como ano em que alguém começou a mesclar juventude e experiência. Ano em que o clube resolveu começar uma filosofia de dar continuidade ao trabalho do treinador e o ano em que o time não rendeu tão bem no final, devido a mudanças que deveriam ter sido iniciadas há muito tempo.
    2012 será um ano melhor, pois os jogadores e equipe técnica aprenderam com os erros do ano que acabou.

Leave reply


Warning: Illegal string offset 'note' in /home/storage/f/d9/e5/chelseabrasil/public_html/wp-content/themes/dialy-theme_old/functions/filters.php on line 223

Warning: Illegal string offset 'note' in /home/storage/f/d9/e5/chelseabrasil/public_html/wp-content/themes/dialy-theme_old/functions/filters.php on line 224
<

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.