Didier Drogba – Entrevista

.
A temporada tem sido muito boa pelos lados de Stamford Bridge, sobretudo para Didier Drogba, que além do título da Barclays Premier League acumula os prêmios de Melhor jogador Africano do ano, Melhor Jogador do Chelsea da temporada, Chuteira de Ouro e ainda um lugar entre as 100 pessoas mais influentes do mundo.

Tudo isso tem uma justificativa: em 43 aparições no Chelsea nesta temporada, o marfinense marcou 36 gols, mais do que qualquer outro jogador desde a temporada 1984/85. Drogba ainda lançou sua própria instituição de caridade e arrecadou milhões para um hospital em sua cidade natal.

CFC.: Didier, este foi um ano muito tranqüilo para você dentro de campo, não?

Drogba: Por onde começar? Eu não sei. Me recordo. Creio que tudo começou com a pré-temporada. Eu tive uma boa pré-temporada e sabia que com isso eu teria muitas chances de fazer uma boa temporada. Eu estava realmente muito animado com o que vinha pela frente e agora posso dizer que é a melhor temporada que tive até agora.

CFC.: Realmente, sua forma evoluiu muito desde a segunda metade da última temporada…

Drogba: Na última temporada eu não queria que a temporada acabasse, porque eu estava em boa forma, jogando bem e marcando alguns gols. Eu realmente me sentia bem e estava feliz quando começou a temporada seguinte sem problemas e isso foi bom.

CFC.: Este ano você realmente assumiu sua responsabilidade frente ao gol…

Drogba: Não, eu não vejo assim. Eu me preparei para isto, para quando entrar em campo só jogar bem, ser feliz e me divertir. Marcar gols é bom, claro, mas eu só queria uma boa temporada, porque ano passado joguei apenas seis meses devido a lesões.

CFC.: Você também teve responsabilidade de atuar bem em grandes jogos, inclusive marcando no Anfield, Emirates, Old Trafford…

Drogba: Quando há grandes jogos, a motivação é sempre elevada, mais importante e você tem que estar concentrado. Eu não sei como explicar isso, mas eu adoro grandes jogos. Você tem que aproveitar estes jogos, eles são como os da Liga dos Campeões. A diferença nesta temporada é que eu fui bem em grandes jogos, mas também naqueles nem tão grandes. Então é por isso que acho que minha temporada está completa.

CFC.: É a maior honra de todas, ser reconhecido pela revista Times, como uma das 100 pessoas mais influentes do planeta?

Drogba: Sim, isto foi muito importante, porque não se trata apenas de futebol. É relacionado ao futebol, mas é para o homem que eu sou, não só o jogador de futebol.

CFC.: Quais são as últimas a respeito de sua fundação de caridade e do hospital que você pretende construir?

Drogba: Queremos começar a construir a base do hospital logo após a Copa do Mundo e continuar a tentar angariar fundos, porque o importante não é só construir o hospital, mas também executá-lo. Por isso estamos organizando as coisas. Queremos fazer em um bom caminho, não se apressar.

CFC.: E, finalmente, há alguma verdade no boato de que você está montando uma banda com Florent Malouda?

Drogba: Nós estamos apenas nos divertindo. É só entre nós. Por isso não estamos levando a sério.

 

Entrevista concedida ao site oficial do Chelsea Football Club.
http://www.chelseafc.com/page/LatestNews/0,,10268~2051711,00.html

.

Category: Chelsea Brasil - ImprensaConteúdos Especiais

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.