O treinador, a diretoria e o elenco: o jogo de xadrez que deve ser solucionado pelo Chelsea